Noticias da Triplice fronteira

362

362

Cidade Destaque Geral Notícia Saúde Segurança

Prefeitura de Foz fiscaliza mais de 735 locais em janeiro para evitar aglomeração de pessoas

Vistorias são feitas diariamente pela Secretaria de Fazenda e Vigilância Sanitária; e intensificadas com as Ações Integradas de Fiscalização Urbana (Aifu)

A Prefeitura de Foz do Iguaçu prossegue com uma intensa fiscalização para garantir o cumprimento dos decretos municipais e estaduais que restringem a circulação de pessoas visando reduzir a redução de casos de Covid-19. Somente em janeiro, foram feitas 735 vistorias, orientadas principalmente por denúncias feitas pela população por meio do telefone 199.

Na última semana, o Governo do Estado prorrogou por mais dez dias o decreto que proíbe a circulação em espaços e vias públicas das 23h às 5h, com exceção de serviços e atividades essenciais. Estabelecimentos comerciais também estão proibidos de vender bebidas alcoolicas neste horário. Ficam ainda proibidos eventos e confraternizações com grupos com mais de 25 pessoas.

As fiscalizações da Prefeitura de Foz são feitas diariamente pela Secretaria Municipal da Fazenda e pela Vigilância Sanitária. Em dois dias da semana, o trabalho é intensificado com o apoio da Guarda Municipal e da Polícia Militar, na chamada Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu).

As 735 vistorias realizadas em janeiro tiveram como resultado 633 orientações e 45 autos de infração. O diretor de Fiscalização da Secretaria Municipal da Fazenda, Nilton Zambotto, explica que nos casos em que as equipes chegam ao local e constatam irregularidades que são imediatamente resolvidas, são feitas apenas as orientações.

Já em casos como de aglomeração de pessoas, podem ser aplicadas multas de até R$ 9151, equivalentes a 100 unidades fiscais. Os participantes também podem receber os autos de infração de até R$ 2745,30, ou 30 unidades fiscais. Nos casos mais graves ou em casos de reincidência, os estabelecimentos podem ser interditados. Em janeiro, não foram feitas interdições.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *