Noticias da Triplice fronteira

362

362

Cidade Destaque Geral Politica Saúde

Rede de atendimento a Saúde mental será ampliada em Foz do Iguaçu


Em entrevista à Rádio Cultura, a secretária de Saúde de Foz do Iguaçu, Rosa Jeronymo Lima, afirmou nesta quarta-feira, 6, que a redução da fila do raio-x  e a contratação de médicos especialistas estão entre as ações do primeiro trimestre de 2021. “Algumas especialidades médicas foram supridas, mas a dificuldade de contratar especialistas é de muitos municípios e estamos planejando uma nova forma de divulgação para buscar esses especialistas para as vagas existentes no município”, disse Rosa Jeronymo à jornalista Cida Costa no Jornal da Manhã.

A fila alcança seis mil raios-x e o setor foi afetado pela pandemia – o número de pessoas atendidas diariamente teve que ser reduzido. “A prioridade absoluta é atender as pessoas que estão na fila do raio-x. Estamos buscando caminhos para zerar essa fila até fevereiro. Pretendemos colocar essa meta em prática imediatamente, mais tardar na sexta-feira (8)”,  destacou Rosa Jeronymo.

A secretária reafirmou que a UPA 24 horas inclui como prioridade de atendimento às urgências e emergências e destacou que as Upas continuam sob a administração da Fundação Municipal de Saúde, mas com a supervisão direta da Secretaria de Saúde. “As Upas é um dos setores com menos reclamação, vamos continuar avançando e monitorando o atendimento”.

Rosa Jeronymo informou ainda que a rede de atendimento na saúde mental será ampliada. Será criada uma nova diretoria para o atendimento especializado. “Estamos defasados de alguns profissionais da área, por conta da portaria 173/2020 que limita a contratação de profissionais para compor o quadro, só podemos contratar mais em casos de substituição aos que estão se aposentando. Estamos estudando a melhor forma de reestruturar a saúde mental”.

Foz do Iguaçu tem Centros de Atenção Psicossocial (Caps), parte da rede de atenção à saúde mental. Os Caps atendem estão divididos no atendimento de dependência de álcool e drogas (Caps AD), Caps II voltado para atendimento às pessoas maiores de 18 anos com transtornos mentais severos e persistentes, o Caps Infantil crianças e adolescentes portadores de transtornos mentais severos e persistentes e o ambulatório de saúde mental.

Por Newsdeprima

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *