Noticias da Triplice fronteira

362

362

Cidade Destaque Geral Notícia

Nova reunião entre Chico e Prieto define estratégias para pedir reabertura da Ponte

Encontro virtual entre prefeitos de Foz e Ciudad del Este discutiu a realização de testes rápidos em Ciudad del Este pela Unila e mecanismo de atendimento médico em Foz. Objetivo é dar segurança ao Presidente paraguaio para que autorize a reabertura da Ponte.

O prefeito Chico Brasileiro voltou a se reunir com o prefeito de Ciudad del Este, no Paraguai, Miguel Prieto. O objetivo é traçar estratégias que deem segurança ao presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, autorizar a reabertura da Ponte Internacional da Amizade. Na reunião realizada nesta terça-feira, 25, foi discutida a possibilidade da realização de testes rápidos para Covid-19, com a participação da Unila. O objetivo do prefeito Chico Brasileiro também é disponibilizar leitos hospitalares em Foz do Iguaçu para o atendimento de pacientes paraguaios com Covid-19.

Além dos prefeitos, também participaram da reunião o diretor-geral da prefeitura de Ciudad del Este, Daniel Pereira Mujica, diretor de planificação, Nelson Lisboa e diretor de saúde, Walter Garcia. Em Foz o prefeito Chico Brasileiro esteve acompanhado do Coordenador do Curso de Medicina da Unila, o médico Dr. Luis Fernando Zarpelon, e o diretor de Assuntos Internacionais, Jihad Abu Ali. Representando a 10ª Regional de Saúde do Paraguai, participou da reunião virtual o chefe de laboratório regional, Dr. Fabián Flores.

Ciudad del Este já realizou um estudo sobre o impacto da Covid-19 na fronteira. Durante a reunião foi definido que será realizado um segundo estudo, desta vez incluindo os testes rápidos que serão feitos pela Unila. O objetivo é obter dados técnicos sobre a expansão da doença na cidade. O estudo dará base para o tipo de assistência sanitária transfronteiriça que a prefeitura de Foz irá oferecer.

O objetivo é realizar pelo menos três estudos, sendo feitos a cada 15 dias, para assim definir proporcionalmente a porcentagem da população que já foi infectada com a doença. O estudo seguirá o mesmo padrão feito em Foz do Iguaçu. A partir destes dados será possível estimar quantos leitos serão necessários em Foz do Iguaçu para disponibilizar para pacientes paraguaios. Desta forma, os prefeitos pretendem avançar com a definição do protocolo sanitário que permita a reabertura da Ponte Internacional da Amizade e, consequentemente reativar a economia da fronteira.

Fonte: Rádio Concierto FM

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *