Noticias da Triplice fronteira

Cidade Destaque Segurança

PM prende funcionário da receita federal de Foz com R$100 mil em contrabando

Na madrugada deste sábado, dia 22 de agosto de 2020, as equipes policiais militares de Marmeleiro e Renascença (sudoeste do Paraná) prenderam um casal pelo crime de descaminho. Com eles, foram apreendidos equipamentos eletrônicos em um valor aproximado de 100 mil reais.

A ocorrência deu início com a abordagem a um VW / Gol, de cor prata, com placas de Foz do Iguaçu, na Rodovia Estadual PR-280, o qual estava ocupado por um casal, sendo o homem de 57 anos de idade e a mulher de 40 anos. O condutor, ao desembarcar, identificou-se como servidor da Receita Federal de Foz do Iguaçu, estava ainda uniformizado e com crachá da instituição em nome de Carlos Roberto dos Santos, como Auxiliar Operacional de Serviços Diversos, informou também que deslocaria para o estado de Santa Catarina. Em busca veicular foram encontrados vários equipamentos eletrônicos e de informática, como celulares e roteadores.

Indagado sobre a origem dos equipamentos, inicialmente o abordado informou que se tratavam de produtos apreendidos pela Receita Federal e que os entregaria como doação para a APAE. Porém, quando solicitado um comprovante, informou que não portava nenhum documento. Diante dos fatos, o casal foi conduzido até a sede do 2º Pelotão de Marmeleiro para o registro da situação. No local, confessaram que compraram os produtos no Paraguai para comercializá-los. O casal responderá pelo crime de descaminho e os equipamentos, juntamente com o veículo apreendido foram encaminhados para a Receita Federal. Até o momento não foi possível apurar se os produtos foram adquiridos no Paraguai e clandestinamente trazidos pelo casal, ou se os produtos foram desviados da Receita Federal de Foz do Iguaçu, o caso segue para investigação.

Em nota a Alfândega da Receita Federal do Brasil em Foz do Iguaçu confirmou que o servidor federal não estava em serviço e que as providências legais serão tomadas imediatamente.

Por Tribuna Popular

LEAVE A RESPONSE