Noticias da Triplice fronteira

Cidade Destaque Saúde

Paciente de 94 anos recuperada da covid-19 recebe alta do HMCC, em Foz do Iguaçu

Leonor Zuppardo, de 94 anos, estava internada havia 13 dias. Recuperação foi bastante festejada pela família e equipe de profissionais do hospital.

Uma idosa de 94 anos, diagnosticada com covid-19 e internada havia 13 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), teve alta nesta segunda-feira (27) do Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC), mantido pela Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu (PR). 

Com histórico de cardiopatia, Leonor Zuppardo deu entrada na unidade no dia 14 de julho. Ela apresentava pneumonia causada pelo coronavírus, além de outras comorbidades. Nesta segunda-feira, sua saída foi marcada pela alegria e emoção de seus familiares e de profissionais do HMCC. 

Na porta do HMCC, a filha única de Leonor, Eleonora Zuppardo, aguardava a mãe ansiosa, acompanhada de alguns amigos. Um forte e demorado abraço retratou a saudade e a emoção de mãe e filha.

“Obrigada por tudo que fizeram por ela. Que Deus continue abençoando vocês para salvarem outras vidas”, disse aos integrantes da equipe de saúde, que acompanharam a alta.  “Durante essas quase duas semanas de internação, o que me deu paz foi ver minha mamãe por chamada de vídeo feita diariamente pelos médicos”, completou Eleonora.  

A visita humanizada adotada pelo HMCC ajuda pacientes lúcidos e familiares a conversarem e se verem durante a internação. “[Neste período] mamãe queria ver tudo. Fizemos até um tour pela casa e colocamos nossa cachorrinha na última videoconferência”, disse a filha.

Durante a internação, apesar da gravidade do caso, o quadro de saúde da idosa evoluiu bem, “demonstrando uma grande vontade da paciente de vencer a batalha contra a doença”, segundo nota do hospital.

O diretor técnico do hospital, o médico Rodrigo Romanini, considerou uma grande vitória a recuperação da idosa. “Pela gravidade e intensidade com que ataca o organismo de pacientes longevos, essa alta significou muito para toda equipe. Essa vitória foi, sem sombra de dúvida, fruto da dedicação da brilhante e incansável equipe assistencial do HMCC”, reforçou.

Itaipu realocou recursos na ordem de R$ 24 milhões contra a covid-19. Desse total, R$ 15 milhões foram destinados à criação de uma ala exclusiva para tratamento de pacientes graves da doença no HMCC. Parte dessa verba também foi direcionada para a compra de insumos e medicamentos das regionais de saúde dos 54 municípios de abrangência da usina. A empresa ainda reservou R$ 5,5 milhões a entidades assistenciais da região.

Desde o início da pandemia, 91 pacientes diagnosticados com a covid-19 foram internados e tratados na UTI do Hospital Costa Cavalcanti. As altas chegaram a 54 pessoas, até o momento. 

Com informações da Assessoria do HMCC 

LEAVE A RESPONSE