Acontece Na Fronteira

Noticias da Triplice fronteira Brasil – Paraguai – Argentina

Cidade Destaque Geral Notícia Politica

Dr. Jonathan Pliacekos integra o rol de cidadãos honorários de Foz do Iguaçu

A Câmara Municipal congratulou na manhã desta quarta-feira, 02 de dezembro, In Memoriam, o Dr. Jonathan Pliacekos com Título de Cidadão Honorário de Foz do Iguaçu.

A esposa, Claudinéia de Pieri Raposo Pliacekos recebeu a homenagem em nome do médico, das mãos do vereador João Miranda (PSD) e Anice Gazzaoui (PL), em reconhecimento a todo trabalho de uma vida dedicada à saúde. A cerimônia, repleta de emoção, foi privativa, mas contou com a presença de filhos e outros familiares. 

Ao receber a honraria, Claudinéia Pliacekos, citou que na data de hoje completa um mês do sepultamento do Dr. Jonathan, que faleceu em virtude de complicações da covid-19.

“Uma das coisas que eu disse que ia fazer era continuar a fazer tudo que meu marido tinha por terminar de fazer nessa vida. Foi interrompido por um acontecimento que está desolando não só minha família, mas o mundo inteiro. Meu marido quando foi indicado a receber esse título ele falou várias vezes pra mim: agora eu já posso morrer, porque só faltava isso para ele receber de homenagem na vida dele”.

Claudinéia revelou que ele estava esperando muito esse dia. “Eu estive durante quase 30 anos ao lado deste homem que nunca terei palavras para descrever, o exemplo que ele foi para todos nós. O Jonathan tinha dois amores na vida: a família e o trabalho”. Ao final, a esposa leu uma carta escrita pelo próprio Dr. Jonathan, em 2019, quando soube que receberia uma das maiores honrarias do município.

“Como médico, foi um herói”

O proponente do título, vereador João Miranda, destacou: “Dr. Jonathan muitas vezes renunciava à família para cumprir sua missão, atender seus pacientes. Eu o conheci há 20 anos. Ele foi um herói em Foz do Iguaçu, como médico, como defensor da vida, uma pessoa que não tinha tempo ruim.

Ele dava uma aula de como tratar os pacientes e recebia deles de volta todo o carinho. Ele combateu o bom combate e nos deixou uma lição de amor ao próximo. Eu gostaria que a Câmara estivesse cheia, tal como ele gostava, de gente, mas a situação da pandemia não nos permite. Dr. Jonathan nos deixou”.

A vereadora Anice Gazzaoui (PL) leu a biografia durante a homenagem e ressaltou: “Estou muito emocionada com a entrega desse título e também por conhecê-lo e saber o quanto ele era querido e amado. Uma pessoa que realmente é um patrimônio de Foz do Iguaçu”.

História e luta profissional

Dr. Jonathan atuava há 27 anos como médico da rede pública em Foz do Iguaçu. Era natural da cidade de Erebango (Rio Grande do Sul). Formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Paraná em 1969. Em 2019 completou 50 anos de atuação na área. Foi convocado pelo serviço militar e prestou a Aeronáutica nos anos de 1970 e 1971. Casou-se em 1971 e se tornou pai em 1972.

Antes de chegar a Foz ele residiu por 21 anos na cidade de Altônia, município em que foi Prefeito nos anos de 1989-1992 e também teve um pequeno hospital. Também foi fundador da Associação Comercial daquela cidade e Presidente da Associação dos Hospitais do Noroeste do Paraná, assessor especial do Secretário de Saúde do Paraná e outras funções públicas que desempenhou.

Durante a pandemia do novo coronavírus, sabendo dos riscos, ele atendeu os pacientes de casa, via telemedicina, sistema implantado para tratar remotamente os pacientes da Covid-19 e pelo qual haviam passado até o momento cerca de 10 mil pacientes.

Jonathan orientava as pessoas a respeito dos cuidados e medicação. Quando contraiu a Covid-19 foi internado no Hospital Ministro Costa Cavalcanti, mas o quadro se agravou. O médico deixou a esposa Claudineia Pliacekos e quatro filhos: Alexandre, Melissa, Danielle e Marcos.

Fonte: Assessoria CMFI

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *