Saúde promove campanha de prevenção ao câncer de boca

Novembro Vermelho terá ação de orientação na Praça da Paz nos dias 26 e 27

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Divisão de Saúde Bucal, realiza nos dias 26 e 27 deste mês, na Praça da Paz (região central da cidade), uma ação de orientação e prevenção ao câncer de boca. A atividade contará com a participação de cirurgiões dentistas do município. Instituído pela Lei Estadual 19.868/2019, o Novembro Vermelho tem como meta divulgar informações para o combate precoce ao câncer de boca. “A data ainda é pouco lembrada justamente pelo curto tempo de aprovação da leI. Em 2019, já desenvolvemos ações que envolveram vários profissionais na Praça do Mitre e nas unidades de saúde com avaliação e instrução do auto-exame”, explicou a supervisora técnica de Saúde Bucal, a dentista Soraia Mayane Souza. A ação na praça será desenvolvida das 9h às 17 horas, e contará com a Unidade de Saúde Móvel para fornecer apoio. “Além de informações sobre o câncer bucal, também será possível fazer uma avaliação. Caso seja detectado algum problema, a coleta de material para exame histopatológico poderá ser feita no local”, acrescentou a dentista. As unidades básicas de saúde também trabalham com a orientação aos usuários, instrução ao auto-exame e disponibilidade de avaliação no local. A exemplo de outros cuidados, o auto-exame é essencial para a detecção precoce de alguma anomalia. Auto-exameEm frente a um espelho com boa iluminação, apalpe a região submandibular e pescoço em busca de manchas, caroços, ou alguma ferida indolor que não cicatrize por mais de 15 dias. É importante verificar lábios superior e inferior, gengivas, bochechas, palato (Céu da boca), todos os lados da língua e orofaringe (garganta). A incidência é maior em pessoas com mais de 40 anos e associados ao uso de cigarro, álcool e exposição solar.  “Vale lembrar que a detecção precoce do câncer de boca é fundamental para que o paciente possa realizar o tratamento adequado. O maior problema hoje enfrentado é a descoberta tardia, pois o tratamento é mutilador”, concluiu. O câncer de boca é o quinto em fatalidade no país. Orientações e trabalhos de prevenção ainda são as melhores ferramentas para combatê-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *