Chico se reelege como prefeito e pede união pela recuperação econômica de Foz

O prefeito Chico Brasileiro (PSD) vai comandar os destinos de Foz do Iguaçu nos próximos quatro anos. Ele garantiu a reeleição neste domingo (15) com aproximadamente 41% dos votos válidos, resultado apertado ante os quase 40% dos votos obtidos pelo ex-prefeito Paulo Mac Donald Ghisi (Podemos). Na Câmara de Vereadores, a renovação foi de aproximadamente 87%.

O resultado da apuração em Foz do Iguaçu atrasou para ser concluído devido problemas na centralização dos votos no supercomputador do TSE (ver box). O prefeito reeleito Chico Brasileiro, que acompanhou a apuração em casa ao lado da família, terá como vice o Delegado Francisco Sampaio, estreante em mandato público.

“Agora estou tranquilo, mas não foi fácil estas horas todas. Desde a primeira parcial, até a segunda, na terceira ficamos um pouco mais tranquilo”, declarou o prefeito por telefone a Rádio Cultura, faltando pouco mais de 9% das urnas para serem apuradas. “Isso nos dá uma esperança muito grande de que a eleição está resolvida”, afirmou. Na manhã desta segunda-feira, 16, o prefeito reeleito conclamou união de todos os iguaçuenses e seus represerntantes, para a recuperação econômica de Foz, muito afetada pela pandemia do coronavírus. Em entrevista à RPC, Chico citou as parcerias com Governo do Estado, Itaipu e deputados estaduais e federais da cidade. 

Na avaliação de Brasileiro, foi uma eleição difícil, mas que também tinha muitos indecisos. “Chegamos na véspera com um número significativo de pessoas que não haviam decidido em quem votar”. Ele reclamou de uma informação que circulou durante a última semana, de que iríamos fechar o comércio devido o avanço dos casos de Covid-19, doença do novo Coronavírus.

“Passamos este tempo todo desmentindo esta informação, que não é verdadeira”, frisou o prefeito. De acordo com ele, a lição que ficou deste pleito é que eleição não existe um favoritismo absoluto, “existe uma disputa em que a gente tem que lutar muito para ter sucesso no final”.

“Sabíamos que iríamos enfrentar um homem muito forte (Paulo Mac Donald), mas permanecemos confiantes de que iríamos conseguir alcançar o resultado”, ressaltou. Chico disse que o trabalho de 2021 para frente vai começar desde já. 

“Quero conversar com os vereadores eleitos, teremos um ano de dificuldade de retomada econômica”, afirmou o prefeito reeleito. Que completou: “Vou convocar a Câmara para ter um foco na retomada econômica”.

Compromisso permanece
Antes da conclusão dos trabalhos de apuração dos votos, o ex-prefeito Paulo Mac Donald falou sobre a votação, a Rádio Itaipu FM. Ele lembrou de compromissos que apresentou durante a campanha de fazer um centro cívico para Foz do Iguaçu.

“Acabar com estes imóveis alugados, espalhados por toda cidade”, disse. Paulo também falou da Arena Foz que pretendia fazer, para receber eventos em nível estadual e nacional, além de ajudar os pequenos e micro empresários.

“Tinha o compromisso de liberar, soltar esta cidade para crescer”, afirmou. De acordo com ele, “o compromisso permanece”. E completou: Acho que cumpri minha parte, recebi do povo um carinho extraordinário”.

Demais candidatos
De acordo com a última apuração do TSE, o terceiro colocado das eleições em Foz do Iguaçu é Sidnei Prestes (Republicanos) com 5,84%, ou 7.670 votos,, seguido de Ranieri (PRTB) com 6.943 votos (5,28%); Tatiana Fruet (Pros) 5.243 votos (3,99%); Luiz Henrique (PT) 2.884 votos (2,20%), Nelton Friedrich (PDT) 1.915 votos (1,46%) e por fim, Cassio Lobato (Patriota) ccm 615 votos (0,47%) acompanhado pelo Aneocir José, o Alemão (PCdoB), com apenas 260 votos ou 0,20%.

Por Ronildo Pimentel/Gdia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *