Acontece Na Fronteira

Noticias da Triplice fronteira Brasil – Paraguai – Argentina

Destaque Geral Notícia

Paraguai insiste em negociações e protocolos para reabrir fronteira terrestre com a Argentina

O Governo paraguaio continua conversando com as autoridades argentinas para a reabertura dos pontos de fronteira terrestre entre os dois países. (Foto: Governo de Itapúa/PY)

A Argentina segue pedindo que o governo do Paraguai aguarde, alegando que ainda não há condições para a reabertura. 

O chanceler nacional paraguaio, Federico González, reconheceu que uma das principais preocupações do Executivo é a complexa situação econômica que atinge as cidades fronteiriças com a Argentina, devido ao fechamento da fronteira estabelecido desde março.

Ele disse que entende o desespero dos moradores que esperam que o que aconteceu com a reabertura da fronteira com o Brasil,  que reativou a economia na região do Alto Paraná, aconteça por lá também, na região de Encarnación. No entanto, González lembrou que a decisão de reabrir não depende exclusivamente do Paraguai.

“Há mais de um mês estamos em comunicação direta com as autoridades argentinas, transmitindo a posição oficial do Paraguai, no sentido de que nós, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, estamos em condições de reabrir os pontos de fronteira”, comentou González, nesta segunda-feira, em entrevista às 730 AM.

Ele disse que o Paraguai está preparado para retomar as atividades com a Argentina, de forma ordenada, coordenada e, sobretudo, cumprindo os protocolos de saúde. Gonzáles também disse que o Paraguay entende a posição do governo da Argentina, que enfrenta uma situação epidemiológica preocupante.

Ele observou que, de acordo com o que foi expresso pela Argentina, não há condições para a reabertura da ponte internacional San Roque González de Santa Cruz, que liga Encarnación (PY) a Posadas (AR), nem de outros pontos em outros municípios fronteiriços.

“Quando conversei com o chanceler na semana passada, ele me disse que a Argentina é atualmente o país com o quinto maior contágio do mundo”, acrescentou.

Por Cris Loose – Com informações da Agência IP

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *