Aumentar leitos para Covid em Foz seria praticamente impossível nesse momento, disse secretário de Saúde

Foz do Iguaçu chegou aos 98,33% de internamentos de UTI por Covid-19, na terça-feira.

No dia em que a ocupação de leitos de UTI para Covid-19 chegou aos 98,33% em Foz do Iguaçu, o secretário Municipal de Saúde, Giuliano Inzis, informou que aumentar o número de leitos não resolve o problema.

Na terça-feira (1), dos 60 leitos de UTI disponíveis para Covid-19, 59 estavam ocupados. Na enfermaria para Covid a ocupação chegou a 50%.

Em entrevista à Rádio Cultura, Inzis explicou que o aumento de leitos representa também o aumento de equipes, recursos humanos e investimentos. “Aumentar leitos não é suficiente, porque aos leitos tem que agregar equipes de atendimento e nesse momento a força de trabalho que a cidade tem à disposição também está esgotada. Então, não é apenas um problema de leitos. Quando falamos de leitos, falamos também de aumento de equipes, recursos humanos, investimentos e isto é praticamente impossível nesse momento. Mesmo tendo pessoas formadas é preciso ser treinado para as funções específicas do Covid”, disse o secretário.

Mesmo assim, a prefeitura informou que mantém leitos de retaguarda e ainda nesta semana novos leitos serão disponibilizados aos pacientes.

Por Radio Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *