Senadores paraguaios pedem solução do governo para crise em Cidade do Leste

Uma das propostas é diminuir os custos de operação para a importação e exportação.

Senadores paraguaios criticaram durante sessão na quinta-feira (30) as manifestações violentas entre moradores de Cidade do Leste e agentes da Armada Paraguaia e Polícia Nacional. Os bloqueios, depredação e saques de lojas começaram na noite de quarta-feira (29) após anúncio do governo nacional em retroceder à primeira fase da quarentena.

Os senadores exigem do governo uma resposta e uma solução para a grave situação econômica no departamento de Alto Paraná.

O governo explica que as estrições são necessárias devido ao aumento de contágios do novo coronavírus no departamento, que concentra 30% das mortes pela doença no país. Após as manifestações o governo decidiu permitir o funcionamento das atividades comercias das 5h às 17h.

O senador colorado Javier Zacarías Irún, representante de Alto Paraná, disse que o Senado aprovaria e pediria para que a Câmara aprovasse também, um projeto de ajuda para as regiões de fronteira e a diminuição dos custos de operação para a importação e exportação por parte do governo, além de medidas econômicas.

O senador Víctor Ríos, do Partido Liberal, afirmou que nem as alianças de governabilidade e nem a repressão das forças de segurança poderão conter a “raiva popular”. Para Ríos, a solução é fazer as “mudanças que todos pedem”. “A explosão social não será apenas em Cidade do Leste se a corrupção e ineficiência continuar”, disse.

Por Radio Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *