Você sabia que hoje é comemorado o Dia do Homem?

O dia do homem é comemorado no dia 15 de julho e, diferente do Dia da Mulher, tem como objetivo incentivar os homens a refletirem como estão cuidando da saúde. “É muito comum a mulher ser responsável pelos cuidados da sua saúde e também dos homens com quem convive, e isso acontece culturalmente. Os homens costumam assumir suas responsabilidades com o trabalho, por exemplo, e entregam essa responsabilidade nas mãos de suas mães ou parceiras”, explica o médico urologista, Dr. Gustavo Cruz, de Foz do Iguaçu, PR.

Os homens têm uma expectativa de vida mais curta do que as mulheres e alguns fatores, como colesterol elevado, diabetes, sedentarismo e obesidade são os principais vilões responsáveis por diminuir a expectativa de vida do homem. Entre as causas de morte é possível observar fatores nos quais o homem se expõe muito mais, por exemplo: acidentes com mortes violentas, acidentes por arma de fogo, acidentes de trabalho envolvendo quedas são muito mais comuns com homens, assim como hábitos prejudiciais como maior exposição ao cigarro, ao álcool e drogas, que ao longo da vida aumentam o número de doenças e comorbidades e diminuem a longevidade. “Além de conscientizar sobre os hábitos saudáveis, é importante também que o homem siga o exemplo da mulher e busque cuidar mais da saúde, estabelecendo uma rotina de se consultar com um médico. A partir dos 30 anos já é importante estabelecer essa rotina de cuidados e caso tenha histórico de doenças na família, como diabetes, câncer, ou caso não consiga levar uma vida com hábitos saudáveis, é importante procurar até mesmo antes dos 30”, reforça o especialista.

Em relação ao foco na urologia, as doenças como infecções fúngicas do pênis são bastante comuns, assim como o desenvolvimento de cálculos renais por falta de hidratação adequada e alimentação irregular. Já em relação à próstata, é importante explicar que há um medo excessivo em relação ao exame do toque e isso é desnecessário, porque muitas vezes este exame não é realizado na primeira consulta, e às vezes nem na segunda. Em algum momento ele será realizado para a constatação da próstata, mas, dependendo da idade os exames de imagens podem ser suficientes.

Uma pesquisa do Centro de Referência da Saúde do Homem mostra que 50% dos homens só vão ao consultório médico quando os sintomas já estão em estado avançado, ou quando começam a atrapalhar a sua rotina.
Segundo a OPAS (Organização Pan-americana de Saúde) a cada três mortes no Brasil, duas são de homens, além de serem mais propensos a desenvolver doenças como diabetes, problemas no coração, câncer e pressão alta.
Esse comportamento tem se mostrado mais preocupante agora com a pandemia de Covid-19. No Brasil, o número de homens que morreram por causa do coronavírus chegam a 58% do total de óbitos do país, mesmo a população idosa feminina sendo maior que a masculina. Isso se repete na China, Itália, Espanha, Alemanha e outros países. Por exemplo, na China foi constatado que a maioria dos pacientes internados com a doença eram homens e deles mais da metade possuíam doenças crônica ou do coração, o que os tornaram mais propensos a contrair o vírus.

E voltamos a falar dos hábitos, até mesmo os mais simples como o de lavar as mãos: uma pesquisa realizada pela Escola de Hospitalidade da Universidade do Estado de Michigan mostrou que cerca de 15% dos homens não lavavam as mãos e desses apenas 50% usavam sabão.

Por isso o Dia do Homem tem ainda mais importância este ano: Compartilhar informação para que ele tome conhecimento sobre o seu corpo, sobre as doenças e principalmente sobre a prevenção. Tudo para conscientizar que é possível e é necessário mudar hábitos e, se preciso for, quebrar tabus, para alcançar uma vida mais longa e mais saudável.

Da Assessoria

Dr. Gustavo Cruz – Urologista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *