Prefeitura dialoga com contadores sobre atividades permitidas durante decreto estadual

Representantes do Sincofoz (Sindicato dos Contadores de Foz do Iguaçu) e do SESCAP – PR (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado do Paraná) reuniram-se ontem, 02, com a secretária da Fazenda, Salete Horst e o diretor de fiscalização, Nilton Zambotto para debater o decreto 4.942/2020 do Governo do Estado.


O decreto estadual estabeleceu a suspensão das atividades não essenciais em Foz do Iguaçu, Curitiba, Região Metropolitana, Cianorte, Cornélio Procópio, Cascavel e Londrina pelo período de 14 dias. A medida está em vigor desde a quarta-feira, 01.


A reunião teve o objetivo de esclarecer quais estabelecimentos poderão manter o atendimento, seguindo as regras sanitárias, até o dia 14 de julho. Um dos assuntos em pauta foi o funcionamento das empresas na área de saúde. Os serviços em consultórios médicos, clínicas odontológicas, fisioterapia, psicólogos e também óticas, que comercializam óculos de grau, estão permitidas. 


Também está permitida a atividade na cadeia da construção da civil com atendimento e entrega. Comércio de peças, despachantes aduaneiros, seguradoras, entre outros também poderão funcionar. 


Todos estabelecimentos devem seguir as regras sanitárias e o fluxo será limitado a 30% da capacidade total. “Foi uma reunião produtiva que nos ajuda a esclarecer aos empresários, que precisam conciliar neste momento a preocupação  com os cuidados na pandemia, mas também manter os negócios vivos, evitando demissões. A sensibilidade que a prefeitura mantém, abrindo o diálogo com a categoria, mostra o caminho para enfrentar a situação”, explicou a representante do SESCAP-PR, Elizangela de Paula Kuhn. 
“Os empresários que tiverem dúvidas se poderão manter as atividades em funcionamento devem fazer uma consulta na Vigilância Sanitária”, acrescentou Elizangela.


A secretária da Fazenda, Salete Horst, adiantou que os contadores farão uma série de reuniões com empresários da cidade para orientar sobre quais as empresas poderão manter as atividades em funcionamento durante o decreto estadual. “ A Fazenda vai aguardar o desdobramento das reuniões dos contadores com os empresários, para iniciar um trabalho de orientação para esclarecer quais estabelecimentos poderão manter-se em funcionamento e se cumprem as regras sanitárias”, ressaltou a secretária.


Salete também disse que as equipes de fiscalização da Fazenda e da Vigilância Sanitária realizarão visitas em supermercados a partir de hoje, 03, para verificarem o cumprimento das medidas de enfrentamento ao COVID-19 determinadas no decreto estadual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *