Prefeitura de Foz intensifica ações de orientação sobre a Covid-19

A Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu está novamente intensificando as ações de orientação sobre os cuidados sanitários para prevenção da Covid-19 em estabelecimentos comerciais, atrativos turísticos e em todas as regiões da cidade. A ação segue hoje na região do Porto Meira.

“Com a retomada do funcionamento dos atrativos turísticos, as ações de orientação foram ampliadas. No sábado, visitamos as lanchonetes e o comércio da região central e no domingo, fomos às Cataratas, Parque das Aves, Macuco Safari, Porto Canoas e Museu de Cera. Hoje iniciamos a região do Porto Meira”, disse o Coordenador da Mobilização, André Guedes. A ação é composta por equipes formadas por servidores efetivos e comissionados de diversas secretarias.

Trabalho

O trabalho de orientação acompanha as novas fases de reabertura do comércio e mais recentemente dos atrativos turisticos. “Nos pontos turísticos, estamos reforçando a orientação da obrigatoriedade do uso de máscaras, inclusive para fotos. Essa ação é muito importante para garantir que as pessoas não tenham a falsa sensação de controle sobre a doença e deixem de se cuidar”, expressou Guedes.

Já nos estabelecimentos comerciais, o trabalho inclui a orientação sobre o cumprimento dos protocolos sanitários tais como o distanciamento entre mesas e pessoas, e a capacidade máxima de 30% de lotação. As equipes também informam sobre as penalidades em caso de descumprimento das medidas. Entre elas, está a multa e a interdição dos estabelecimentos.

Pessoas que estiverem sem máscaras também poderão responder criminalmente, conforme o artigo 268 do Código Penal, que determina pena de multa ou detenção de um mês a um ano para quem infringir determinação do Poder Público, destinada a impedir a introdução ou propagação de doenças contagiosas.

Os trabalhos integram as medidas de prevenção ao novo Coronavírus, que inclui ainda a força tarefa de fiscalização a estabelecimentos comerciais e áreas públicas.

Os fiscais e agentes de segurança estão percorrendo lugares denunciados pela população via central 199. As principais denúncias referem-se à aglomeração de pessoas em estabelecimentos comerciais, espaços públicos e residências.

A central 199 recebeu de março até agora 1.989 denúncias.

Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *